Segunda-feira na Oitava de Páscoa

O Ofício Divino é uma prática em nossa casa. Eu a recito e, nas solenidades, canto. Por vezes, a Aline se junta a mim. Fazemos em latim. Na maioria das vezes, utilizamos o rito moderno ou novo, ou forma ordinária do rito romano, com os volumes da "Liturgia Horarum iuxta Ritum Romanum", mas não esquecemos de usar, em algumas ocasiões, o rito tradicional ou antigo, ou forma extraordinária do rito romano, com os volumes do "Breviarium Romanum".

























Acompanham os livros com o Ordinário e o Próprio, os de canto. Para o rito novo, o "Antiphonarium Romanum II" (com as Vésperas dos Domingos e Solenidades), e para o novo o "Liber Usualis".

 



Rafael Vitola Brodbeck

Católico, casado e pai de quatro filhos. Delegado de Polícia em Piratini, Rio Grande do Sul, conferencista e escritor de vários livros jurídicos e teológicos. Gradou-se em Direito pela Universidade Católica de Pelotas em 2001, tendo concluído o curso superior de formação na Academia de Polícia Civil do RS em 2008. Diretor do Salvem a Liturgia. Membro do Movimento Regnum Christi, e articulista em vários veículos de imprensa no Brasil. Siga seu Instagram. Fale com ele por email.

Um comentário:

Anônimo disse...

Caro Rafael, gosto tanto do Breviário quanto da Liturgia das Horas. Qual deles rezar?

[Domestica Ecclesia] © - Copyright 2013-2017

Todos os Direitos Reservados.
Citando-se a fonte, pode ser o conteúdo reproduzido.