"O lar cristão é o lugar onde os filhos recebem o primeiro anúncio da fé. É por isso que a casa de família se chama, com razão, «Igreja doméstica», comunidade de graça e de oração, escola de virtudes humanas e de caridade cristã."(Catecismo da Igreja Católica, 1666)

terça-feira, 30 de julho de 2013

Espinhaço de cordeiro com aipim - para São Pedro Crisólogo, Bispo e Doutor da Igreja

Hoje é a memória de São Pedro Crisólogo, Bispo e Doutor da Igreja! Um grande PASTOR na Igreja merece ser comemorado com OVELHA! Por la noche, um prato flor de pampeano: espinhaço com aipim!

Receita mui fácil, che! 

Fritar os pedaços do espinhaço do cordeiro em azeite ou banha de porco. Retirada e reservada a carne, fritar na panela, sobre a graxa que sobra, a cebola com alho e bacon. Acrescentar, depois, pimentões vermelhos picados e o aipim em pedaços. Botar água aos poucos para cozinhar bem o aipim, e deixar que se desmanche um pouco, ficando como se fosse um pirão. Corrigir o sal. Quando bem cozido, voltar a carne para a panela e cozinhar tudo mais um pouco. Por fim, acrescentar temperinho verde.

Acompanha arroz branco.

Harmonizei com um Secreto de Viu Manent, 2011, Syrah. Um tinto com bastante personalidade. Já tinha ouvido falar bem, ganhou várias medalhas internacionais, e resolvi comprar. É um vinho elegante, ainda que com um rótulo moderno. Cor violeta bem intenso. Aromas de café e ameixa. Sabores de figo, chocolate e frutas vermelhas bem maduras. Final longo e persistente.





Aproveitando o post, a alegria familiar foi bem celebrada hoje com a Aline se preparando para passear com a Maria Antônia no centro - e comprar, claro.



4 comentários:

Janete Campos disse...

Excelente receita, amigos! Deu água na boca!E viva São Pedro Crisólogo!!!

por Cris disse...

Dúvida bobas... as crianças comem de tudo?
bjo

Rafael Vitola Brodbeck disse...

A Theresa só mama hehehe

A Maria Antônia e o Bento comem de acordo com a idade deles, mas de tudo: verduras, legumes, sopas, carnes, arroz, feijão, massa, pizza. Bastante água e suco de vez em quando. Leite puro para o Bento, e com Nescau para a Maria Antônia. Nos Domingos e em algumas ocasiões especiais, a Maria Antônia toma Coca-cola, pouquinho. Comem carnes de churrasco também, mas evitamos linguiças fortes e outras com tempero mais "adulto". O espinhaço, por exemplo, não comeram, mas a MA adora comer o rabo e pega com as mãos.

por Cris disse...

que fofos!
pensei nisso porque com o talento culinário dessa família, decerto as crianças teriam diversidade de paladar desde pequenas!
Imagino M.A. brincando com o rabo... Deve ter sido uma festa!
Aliás... o bom é que vocês transformam tudo em festa, como toda família com fé e amor deve ser... Fica sempre mais fácil desse jeito... :-)