"O lar cristão é o lugar onde os filhos recebem o primeiro anúncio da fé. É por isso que a casa de família se chama, com razão, «Igreja doméstica», comunidade de graça e de oração, escola de virtudes humanas e de caridade cristã."(Catecismo da Igreja Católica, 1666)

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Vídeo - Família numerosa: eu apóio esse projeto de vida

7 comentários:

Bethânia disse...

Lindo vídeo! Eu tbém apoio esse projeto! Que Deus nos abençoe nessa missão!

Lívia Guimarães disse...

Que chique! Tá modernizando o negócio...

Família numerosa: eu também apoio esse projeto de vida!

Tânia Maria disse...

Olá, antes de mais parabens pelo blog, é a primeira vez que comento, mas já o sigo há algum tempo. Também sou católica e curiosamente também eu e meu marido temos formação jurídica. Gostava de ter mais filhos (tenho 2), mas meu marido é da opinião que não há condições para mais. Como é que vocês articulam estas questões? Bem hajam, bjs

Rafael Vitola Brodbeck disse...

Tânia, gracias pela confiança em expor tua dúvida.

Aos católicos toca receber com alegria os filhos que Deus manda e estar abertos à vida, cumprindo o fim primário do Matrimônio. Agora, há situações justas que autorizam o espaçamento entre os nascimentos. Não se trata de anticoncepção, mas de mero espaçar dos anos em que os filhos nascem e, como dito, por causas justas.

Não tenho como dizer se vocês devem ou podem ter mais filhos, pois não sei das particularidades de vocês - financeiras, emocionais, de saúde etc. Se há uma causa justa, é lícito esperar mais um pouco, mas nunca fechar a "fábrica". Todavia, cuidado para não alargar demais o conceito de causa justa. Se bem que deve ser aferido no caso concreto, com o auxílio da oração e de um diretor espiritual, formando a consciência, não é salutar que tenhamos uma noção por demais aberta da expressão.

E sempre, para espaçar os nascimentos, usando métodos naturais.

Um abraço,

Anônimo disse...

Obrigada, Rafael e Aline, por esse belíssimo trabalho de evangelização!

Vocês já têm três filhos. Estando abertos à vida, suponho que desejam ter alguns, se for da vontade de Deus, correto?

Felicidades!

Rafael Vitola Brodbeck disse...

Certamente. Fazemos nossa parte, ainda que, por ora, queiramos espaçar o próximo nascimento, por uma série de justas razões. Mas outros virão, com a graça de Deus. Três ainda é pouco.

cleuza araujo disse...

Parabens Rafael e Aline, que Deus continue, dando a voces muita sabedoria, apoio esta ideia.


felicidades.