O Advento vivido em família

Recém ontem, por uma série de circunstâncias, conseguimos montar a árvore, decorar a casa e preparar o presépio - sem o Menino Deus. Nos outros anos, sempre na proposta de viver em casa o calendário da Igreja, arrumamos tudo após as I Vésperas do I Domingo do Advento.

Bueno, o fato é que organizamos as coisas hoje.

Uma festa, como de costume. Colocamos cada figura do presépio em seu devido lugar.

Contamos histórias natalinas e brincamos com teatrinho de bonecos de papelão que retratam o Nascimento de Jesus - que ganharam as crianças dos padrinhos da Maria Antônia, nossa mais velha, de 3 anos e meio.







Entoamos, enfim, hinos natalinos tradicionais, treinando para a grande festa que se aproxima: 

- "Cantam anjos harmonias" (versão em português para o clássico hino de Charles Wesley, cantado até hoje por anglicanos, católicos e protestantes, composto em 1739, "Hark! The Herald Angels Sing", que foi traduzido em 1887 pelo missionário batista Robert Hawkey Moreton, constante no Hinário para o Culto Cristão)


 


- "Cantai que o Salvador chegou!" (versão em português para o hino "Joy to the World! The Lord Is Come!", de Isaac Watts, composto em 1719, e traduzido para o português no Hinário para o Culto Cristão, dos batistas brasileiros, por Justus Henry Nelson no séc. XIX)



 

- "Numa estrebaria rude" (versão em português para "Once in Royal David's City", composta em 1848 por Cecil Frances Humphreys Alexander, e traduzida para o Hinário para o Culto Cristão em 1898 por João Gomes da Rocha)



- "Noite Feliz" (conforme o hinário católico Harpa de Sião)


- "Quando virá, Senhor, o dia" (do hinário católico Harpa de Sião) 


 

- "Vinde, cristãos, vinde à porfia - Gloria in excelsis Deo"

- "Cristãos, vinde todos" (versão em português do hinário católico Cecília, para o clássico em latim "Adeste fideles")

- "Oh, vem, oh, vem, Emanuel" (um antigo hino medieval católico, originalmente em latim, que foi traduzido para o português em 1953, pelo pastor batista João Wilson Faustini e que consta também do Hinário para o Culto Cristão)


Rafael Vitola Brodbeck

Católico, casado e pai de quatro filhos. Delegado de Polícia em Piratini, Rio Grande do Sul, conferencista e escritor de vários livros jurídicos e teológicos. Gradou-se em Direito pela Universidade Católica de Pelotas em 2001, tendo concluído o curso superior de formação na Academia de Polícia Civil do RS em 2008. Diretor do Salvem a Liturgia. Membro do Movimento Regnum Christi, e articulista em vários veículos de imprensa no Brasil. Siga seu Instagram. Fale com ele por email.

Um comentário:

Anônimo disse...

Belissimo ensinamento!! família linda, que a maioria infelizmente não tem, que Deus continue os abençoando!

[Domestica Ecclesia] © - Copyright 2013-2017

Todos os Direitos Reservados.
Citando-se a fonte, pode ser o conteúdo reproduzido.