"O lar cristão é o lugar onde os filhos recebem o primeiro anúncio da fé. É por isso que a casa de família se chama, com razão, «Igreja doméstica», comunidade de graça e de oração, escola de virtudes humanas e de caridade cristã."(Catecismo da Igreja Católica, 1666)

terça-feira, 10 de março de 2015

Como ensinar os Dez Mandamentos aos seus filhos pequenos

"Felizes aqueles cuja vida é pura, e seguem a lei do Senhor. Felizes os que guardam com esmero seus preceitos e o procuram de todo o coração." (Sl 118,1-2)

Muitos dos conceitos utilizados por Deus para nos dar Sua Lei podem não ser de tão fácil apreensão pelos menores de sete anos. Isso não impede nossa sagrada tarefa de, como pais, ensinar sobre esse tema fundamental em sua caminhada cristã. Evidentemente, não se trata de explicar isso a crianças de dois, três anos, mas a partir dos cinco e, conforme o caso, os quatro, é possível.

O que passarei não é um método infalível. É uma sugestão. O leitor poderá usar o que melhor lhe aprouver, e adaptar às suas circunstâncias, temperamento da criança e à própria formação.

1. Separe o conteúdo do Decálogo em aulas expositivas, começando com uma introdutória

São dez os mandamentos. Onze aulas, portanto, serão necessárias. A primeira aula contará a história de Deus falando a Moisés após sair o Povo Eleito do Egito. Depois, cada aula falará sobre um mandamento em particular.

Lembrem os pais de mostrar que os três primeiros mandamentos se referem aos nossos deveres diretos para com Deus e os demais são deveres para conosco e o próximo.

2. Leia um trecho da Bíblia para eles que tenha a ver com a aula

É bom terem contato desde cedo com a Palavra escrita de Deus. Na aula introdutória, leia o texto bíblico em que Deus dá os mandamentos a Moisés (cf. Êx 20,1-22). Nas demais, leia um pequeno trecho que tenha relação com o tema. 

Caso sejam muitos pequenos, pode-se usar uma Bíblia infantil ou, a partir da Bíblia comum, usar suas próprias palavras para narrar o que lá está.

3. Use recursos audiovisuais

Não é preciso grandes apresentações em PowerPoint, slides em projetor contra a parede transformando a casa em um cinema. Basta mostrar figuras em um livro ou no computador, ou pedir que as crianças pintem uma cena que tenha a ver com um dos mandamentos ou com Deus dando a Lei a Moisés. Mostre um cartaz feito por você mesmo de modo artesanal (pintado e decorado) ou uma folha A4 de uma impressão de computador, com os Dez Mandamentos em ordem.

Esse site aqui traz algumas boas sugestões:
http://catequesecomcriancas.blogspot.com.br/2012/07/os-dez-mandamentos-de-deus-para-colorir.html

4. Seja prático e dê testemunho

Os Dez Mandamentos são como instruções para viver bem com Deus e o próximo. Não são amarras. Ao contrário, nos fazem ser verdadeiramente livres. Dê seu testemunho de como vive a obediência aos Dez Mandamentos na sua vida, no seu trabalho, na própria família. Compartilhe com seus filhos essa bênção de obedecer a Deus.

Um bom exercício é distribuir ingredientes de um bolo ou outra receita para as crianças e pedir que preparem. Certamente elas perguntarão como fazer e dirão que não possuem instruções para isso. Basta misturar os ingredientes? Claro que não. É necessário que se sigam as instruções para que o bolo, por exemplo, seja feito. Assim são os Mandamentos, regras, normas, instruções para a nossa vida, são a nossa receita, para a felicidade aqui na terra e a vida eterna com Deus no céu. Fale sobre as consequências do pecado e de como o demônio procura sempre que deixemos de ser amigos de Deus. Mostre que, apesar do pecado de nossos primeiros pais, Jesus veio morrer na Cruz para nos salvar do pecado e nos fazer morar com Ele para sempre. Cada vez que descumprimos os mandamentos, fazemos a morte de Cristo parecer em vão para nós, e rejeitamos o grande dom da salvação que Ele nos conquistou. O pecado parece que nos faz livres e felizes, mas só traz desgraça porque a vida longe de Deus não tem pleno sentido.

5. Faça as crianças decorarem os Mandamentos

Aprender o conteúdo e saber explicar o que cada Mandamento diz é o mais importante. Mas saber dizer, conforme a tradicional exposição da Igreja, os mandamentos em ordem é necessário para que fixem bem a Lei do Senhor e a tenham gravada no coração e na mente.

Após cada aula, faça exercícios para decorar o mandamento ensinado e aqueles já estudados. Depois das onze aulas, certifique-se de que a criança saberá dizer os dez em ordem e corretamente.

Um jogo da memória pode ser uma excelente atividade para memorização.

Do site Catequese em Ação retiramos o exemplo ao lado.



6. Deixe que as crianças perguntem

Para a melhor compreensão do tema, é preciso sanar as dúvidas. Deixe que seus filhos perguntem. E responda. Se não souber a resposta, seja sincero, diga que vai procurar, estude e depois responda. Não se esqueça de seu compromisso assumido em responder a eles.

Com temas mais embaraçosos, como a castidade, que é tratado no sexto mandamento, seja claro, mas não vá além da compreensão de cada criança acerca da sexualidade. Se ela ainda não sabe o que é o sexo e de onde realmente viemos, aborde o tema sem melindres, sem "não-me-toques", porém também sem avançar muito em detalhes. Não pecar contra a castidade é simplesmente manter a pureza no corpo e na alma, não pensar "bobagens", não ficar falando de "namorinhos" antes da hora, respeitar o pudor, não entrar no banheiro quando o irmão (ou a irmã) estiver lá, não ficar andando pelado pela casa, se vestir corretamente, e respeitar o casamento como algo muito santo. Pronto. Sem muitas delongas. Falando a verdade e sem atiçar a imaginação, ainda mais antes da hora da criança realmente saber o que é a relação sexual.




Nenhum comentário: